quarta-feira , 18 janeiro 2017
Home / Destaque / Posse na Câmara de Capelinha será restrita a convidados

Posse na Câmara de Capelinha será restrita a convidados

População só participa se sobrarem espaços dos 160 lugares disponíveis

Reunião na tarde desta sexta-feira, 30 de dezembro, com vereadores eleitos, Dona Élida e Aninha Vieira, futura primeira-dama de Capelinha
Reunião na tarde desta sexta-feira, 30 de dezembro, com a presença de vereadores eleitos, Dona Élida e Aninha Vieira, futura primeira-dama de Capelinha

Na posse dos eleitos, neste domingo, 1º de janeiro de 2017, a preferência será para quem tiver ingresso. O grande público só terá acesso à cerimônia se sobrarem lugares disponíveis. A decisão sobre quem poderá participar da cerimônia, que foi transferida do Galpão Cultural para a Câmara, foi tomada na tarde desta sexta-feira, 30 de dezembro, em reunião da Diretoria da Casa Legislativa com a presença de 11 dos 13 vereadores eleitos, além da vice-prefeita eleita Dona Élida (PSC) e da futura primeira-dama Ana Rita Vieira.

Assim ficou definido o acesso aos 160 lugares do Salão da Câmara: cada vereador recebeu nove convites, perfazendo o total de 117 ingressos. No caso de Tadeuzinho (prefeito) e Dona Élida (vice), cada um recebeu 15 ingressos. Assim, já serão 147 os locais ocupados. Os outros 13 lugares serão para autoridades, imprensa e, em caso de ainda haver cadeiras disponíveis, será permitida a entrada do povo de acordo com a ordem de chegada.

A decisão sobre os ingressos e o acesso da população à posse foi tomada após votação dos presentes à reunião desta tarde: o resultado ficou em 7 x 6.

A reunião foi tumultuada, e o vereador Cleuber Luiz (PSC) chegou a bradar: “Acho errado, é um absurdo o povo não ter acesso à posse e os vereadores poderem levar apenas convidados especiais. A meu ver, não se pode fazer essa distinção. Para mim, todos os meus eleitores são especiais, e mesmo quem não votou em mim. Não se pode cercear o direito da população de assistir a posse. Já é errado tirar do Galpão Cultural e fazer a posse na Câmara, onde cabe bem menos gente. Dessa forma que está sendo feito, o povo, que é o grande responsável pelo resultado das eleições, vai ficar de fora justamente da Casa do Povo”.

O vereador Gedalvo Fernandes (PMDB) comentou que a mudança do Galpão para a Câmara se deu por “medidas de segurança”. E declarou: “É por causa dos comentários nas redes sociais”.

A diretora da Câmara, Cula Sampaio, ressaltou: “É um momento solene, uma formalidade, e é preciso que o evento seja assim encarado. As decisões têm sido tomadas em conjunto e através de um consenso que envolve os vereadores eleitos e representantes do grupo do futuro prefeito Tadeuzinho”.

Programação  

A posse será a partir das 9h. De acordo com o Regimento Interno da Câmara. O vereador mais velho, Gedalvo Fernandes, preside o evento no início e dá posse aos demais legisladores. Em seguida, é feita a votação para eleger a Mesa Diretoria para o biênio 2017-2018. E, logo após, o presidente eleito empossa Tadeuzinho e Dona Élida.

Após a posse, haverá Missa de Ação de Graças na Matriz, marcada para as 11h. E, a partir das 20h, no Parque de Exposições, tem shows musicais com João Kazak e Maluco do Forró.

Reunião na tarde desta sexta-feira, 30 de dezembro, com vereadores eleitos, Dona Élida e Aninha Vieira, futura primeira-dama de Capelinha
Reunião na tarde desta sexta-feira, 30 de dezembro, com vereadores eleitos, Dona Élida e Aninha Vieira, futura primeira-dama de Capelinha. Na foto também Cula Sampaio (de costas, de blusa branca), diretora da Câmara, e Raquel Magalhães (de vestido), que falou sobre a participação dos eleitos na Missa de Posse

Veja Também

Cachorro envenenado em Capelinha - Foto da APCC

Associação de Capelinha denuncia envenenamento de cães em massa

A Associação de Proteção aos Cães de Capelinha (APCC) emitiu nota na manhã desta quinta-feira ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *