sábado , 25 março 2017
Home / Destaque / Sinserca faz reunião com vereadores eleitos de Capelinha e pede apoio em suas demandas

Sinserca faz reunião com vereadores eleitos de Capelinha e pede apoio em suas demandas

Sindicato do funcionalismo público pediu apoio dos novos legisladores nas causas da classe

No final da tarde de ontem, 27 de dezembro, sete dos 13 vereadores que comporão a Câmara de Capelinha de 2017 a 2020 participaram de reunião no Sindicato dos Servidores Públicos de Capelinha (Sinserca). O encontro foi promovido pelo Sindicato, que pediu o apoio dos novos legisladores nas causas envolvendo o funcionalismo público municipal.

Participaram da reunião os vereadores eleitos Cleuber Luiz (PSC), Lé Neves (PSDB), Gilmar Santos (PTC), João de Dodó (DEM), João do Maracujá (PMDB), Ci Mecânico (PHS) e Avenir do Hospital (PSB). Entre os demais, alguns justificaram ausência por motivos pessoais, outros por compromissos assumidos anteriormente e por viagens.

Parte da diretoria e alguns servidores reclamaram do pouco apoio dos poderes Executivo e Legislativo ao funcionalismo público de Capelinha nos últimos anos. “Pedimos uma harmonia entre a Câmara e a Prefeitura para que nós, servidores, sejamos valorizados e atendidos em nossas demandas. Mas principalmente pedimos que rixas políticas não atrapalhem o bom andamento da cidade”, pontuou Ana Maria Fernandes de Sousa, presidente do Sinserca.

Em relação à Câmara, os sindicalizados querem ter maior proximidade com os vereadores. “Nos últimos anos, a gente não conseguiu sentar e conversar com quem está no poder, negociar para garantir o direito do servidor sem gerar polêmica. Isso não deveria ser necessário, os vereadores enquanto representantes do povo podem nos ajudar em diversas questões”, ressaltou Jaqueline Coelho, uma das diretoras do Sindicato.

O vereador eleito Avenir do Hospital disse conhecer as dificuldades do funcionalismo público de Capelinha, pois faz parte da classe. E avaliou: “Com a Câmara renovada, resultado da força e da vontade do povo, acredito que não mais acontecerá essa dificuldade”.

Sobre o Plano de Cargos e Salários do funcionalismo público, aprovado na Câmara no último dia 23 de dezembro, a presidente do Sinserca pediu: “Vocês que estão chegando, dêem uma olhada no projeto que foi votado”. Segundo Ana Maria, “no projeto o servidor ganhou em partes e perdeu em partes, tem classes que foram prejudicadas. É preciso que os novos vereadores ouçam os servidores públicos e o Sindicato antes de votar projetos que vão atingir o funcionalismo”.

Baixo nível

O Sinserca também pediu aos novos vereadores que “mantenham o nível nas sessões da Câmara”. Os diretores reclamaram? “esta Câmara foi uma briga só” e solicitaram: “Que nesta nova Legislatura os debates sejam realizados em alto nível”.

Sem lado político

Os vereadores eleitos que participaram da reunião aprovaram a iniciativa do Sinserca de buscar o diálogo com a nova Câmara, e todos concordaram que o resultado das eleições em Capelinha mostrou que o povo está saturado com rixas políticas e disputas partidárias.

“Não pertenço a nenhum dos três lados políticos de Capelinha. Eu precisava me unir a um para concorrer a uma vaga na Câmara, mas não tenho partidarismo nem lado político. Se não fizermos pela cidade como um todo, vamos ser excluídos pela população no voto. Pelos nomes que vejo agora chegando à Câmara de Capelinha, acredito que será uma legislatura bem tranquila, com o intuito do bem comum”, declarou o vereador eleito Lé Neves.

Ci Mecânico, o vereador mais votados destas eleições no município, ressaltou: “Tem que ter uma parceria entre os vereadores também, todo mundo caminhando junto. O que for certo, a gente aprova. O que for errado, a gente barra”.

Gilmar Santos destacou: “Basta lembrar que o povo emana do povo e que somos representantes do povo na Câmara”.

O vereador eleito João de Dodó comentou que é preciso acabar também com as dificuldades de um vereador de oposição junto à Prefeitura. “Em Capelinha tem um negócio: vereador de oposição não tem voz na Prefeitura. Isso não dá certo, é ruim para a população. Tem que trabalhar em conjunto Câmara e Prefeitura”.

Fiscalizar o prefeito e o dinheiro público

Os servidores públicos pediram também aos vereadores eleitos maior independência no mandato, para que a vontade política não prevaleça diante das demandas do funcionalismo e da população em geral. O vereador Cleuber Luiz, que é da base política do prefeito eleito Tadeuzinho, prometeu: “Entre o prefeito e povo eu vou escolher sempre o povo. O próprio Tadeu chamou a mim e ao Gilmar, que fomos eleitos no grupo dele, e falou: quero que vocês me fiscalizem”.

Classes unidas

O vereador eleito João do Maracujá contou já ter participado de manifestação popular, e disse que o funcionalismo precisa ser unido em todas as classes para buscar seus direitos. “Muitas vezes que compra briga com o poder é castigado. Mas uma classe unida ou várias classes unidas podem fazer uma ‘briga boa’ em prol dos funcionários públicos e de toda a cidade”.

Reuniões à noite

Na pauta do encontro entre Sinserca e vereadores eleitos constou também um pedido: a volta das sessões da Câmara para o período noturno. E também mais audiências públicas, consultas aos moradores de vários pontos da cidade e empenho para que ocorra um orçamento participativo, com os munícipes podendo participar e opinar.

Saiba mais no Sinserca

O Sinserca funciona na rua Governador Valadares, 217, Sala 8, Edifício Minas Center, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14 às 17h. Os telefones de contato são (33) 3516-1194 e 99161-4333.

sinserca-reuniao-com-vereadores-eleitos4  sinserca-reuniao-com-vereadores-eleitos2

sinserca-reuniao-com-vereadores-eleitos3sinserca-reuniao-com-vereadores-eleitos1

Veja Também

Tabela da 20ª Copa Independente

Copa Independente começa domingo, 19 de fevereiro

Jogo entre Internacional de Capelinha e Vila Nova de Aricanduva abre o campeonato A Copa ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *